29/08/2011

Tenso


Caramba, eu sou uma grande anta babante, um ruminante falante, eu não acredito que consegui fazer isso!

Eu vou me abrir aqui com vocês (igual no comercial lá da perdigão ou sadia, dane-se, não me encham com malícias)

Eu tava indo inocentemente comprar pão, quando lembrei que necessitava de um lápis novo e de uma borracha nova fora o CD virgem pra eu gravar um filme pra um amigo. Tudo bem, eu sou o cara mais antão do planeta com especialidade em matemática, - ou seja, eu me confundo esplendidamente mais com matemática- mas na minha mente tudo era possível, já que eu tinha 10 reais. Dez conto para comprar uma borracha, um lápis verde, um cd virgem, uma dúzia de pães e um leite de saquinho dava de sobra pra minha mente obtusa. Cheguei na papelaria primeiro, por mais que a padaria ficasse mais perto preferi ir à papelaria primeiro, afinal, ninguém merece carregar aquele volume todo do saco do pão na loja dos papéis.

Chegando lá, eu nem sei direito o porquê, mas tenho certeza que não tem nada a ver com a mudança de temperatura, minha voz mudou totalmente, ficou meio boba, meio falsa! motivo: caraca, tinha umas 10 mulheres pra me atender lá, eu sou totalmente tímido, como posso aguentar o olhar penetrante de 10 mulheres de uma vez? elas me fuzilavam, pedindo pra eu despejar dinheiro nelas como se elas não vissem um cliente a décadas.

Assim chego a primeira que estava mais perto da porta de onde entrei e me olha questionando o que eu desejo. Logo sai umas palavras meio tortas "preciso de um CD vir... err CD". Decidi eliminar o virgem para psicologicamente não dar bandeira de nada Lalaala

Ela foi pegar em uma vitrine que ficava adjacente ao balcão que eu estava, e eu fiquei lá no balcão olhando pra frente, só pra ter certeza que as outras nove não iriam me atacar. àquela altura, eu já estava menos nervoso, eram mulheres, mulheres muito bonitas, muito bem vestidas, todas com suas respectivas unhas pintadas profissionalmente, mas ainda assim eram seres humanos iguais a mim. A que foi pegar o CD me perguntou se aquele que estava em sua mão estava bom, e eu disse que sim, quando ela já tinha terminado de envelopar, ela me pergunta se preciso de algo a mais, então digo que não, mas pergunto se eles têm lápis...dour, que anta que via numa papelaria e tem a moral de perguntar se tem lápis? é claro que tem! mas ela também me parecia um pouco tímida, isso me deu forças pra dizer que eu precisava de uma borracha também XD

Enfim, vejo a conta e descubro que deu tudo 2 reais e 10 centavos, o que me parecia altamente barato, mas não questionei. Paguei com a nota de dez e a muié me volta uma nota de 2 e sei lá uns quilos de moeda, achei que era porque tinha dado 2,10, então seriam uns 90 centavos de moedinha...nem olhei, pra mim a boa era sair dali. O grande detalhe é que o dinheiro nem é meu, o que seria um baita incentivo de me fazer conferir o troco, mas eu nunca confiro, sou badboy.

Quando atravesso a rua em direção a padaria, já estou com aquela cara de fuck yeah por ter completado uma das minhas duas missões. Aí chego na moça da padoca e peço 12 pães e um leite de saquinho, ela primeiro pesa o pão, é, não sei no resto do país mas aqui em sampa o pão é por Kg. A balança já indicava o preço a parte do pão, já indicava algo errado no preço...doze pães tinham dado mais de 4 conto! Mas tudo bem, não falei nada, e nessa ela pega o leite que custa 2,30...ou seja, tudo dava mais ou menos 6,50. Ok, eu não sabia o quanto eu tinha no bolso, mas eu ainda confiava na minha matemática do começo do post, então saquei os quilos de moedinha e tudo, mas aí quebrei minha cara....só tinha 3 reais e uns quebrados. A moça da padaria olhou pra mim com aquela cara de Yamotherfucker! O caixa já estava se levantando, dando a volta na cabine vitrificada pra vir me espancar e a galera da fila atrás de mim estavam tentando tirar as minhas calças pra ver se conseguiam me foder de algum jeito. Em poucos segundos consegui estragar a harmonia perfeita do recanto dos luso-brasileiros padeiros!





Agora vamos dar nomes aos culpados: a minha mãe por me dar pouco dinheiro, ou a mulher da paperstore por ter me dado troco totalmente errado (ela só esqueceu de me dar uns...5 reais de volta!) ou a padaria por ser bobona e deixar mendigos entrar?

não precisam responder, eu sei que a culpa é minha XD

E o CD eu ainda consegui inutilizar totalmente com o nero....Eu sou o cara no quesito antisse!