sexta-feira, 29 de julho de 2016

Como ser um blogueiro nos dias de hoje ?

  

    Como ser um  blogueiro nos dias de hoje ? por @miyoshi_niceguy

   vivendo num mundo conectado o tempo todo , os blogs que tinham carater pessoal e hoje não , aprender a se comunicar para além das redes sociais é um ponto fora da curva . A minha proposta é um curso , tutorial intuitivo para pessoas que querem entrar no meio da web seja com experiência ou
não , basta vontade de falar ao mundo sua opinião . Sem grade fixa ,aulas particulares ou por skype tentando mostrar como se expressar com palavras e imagens sua posição no mundo , muitas pessoas usam o blogger.com ou Wordpress para diariamente falar dos seus temas favoritos . O objetivo final é formar um influenciador de opinião coerente seja a área que for ou quantas  pessoas vão vem ver o conteúdo .
 
Preços acessiveis , boas ideias e serviço personalizado
disponível apenas são Paulo na forma presencial , online é aberto a todos . 

me contatem neste email e dai acertamos os detalhes :
erickmiyoshi.blogger@gmail.com / wesleyspfc18@gmail.com

@miyoshi_niceguy

quinta-feira, 21 de julho de 2016

VI encontro de palhaços : 3°dia ,6ªFeira

Olá rapaziada , to aqui pra divulgar esse evento , devem ter visto que ando divulgando a programação , gosto muito da arte circense e Palhaços 

@miyoshi_niceguy



isso mesmo!

 A CIRCUS, na continuidade do VI Encontro de Palhaços vai trazer, no 3° dia, muita alegria para a cidade de Assis, pois além do espetáculo Notícias Pra Embulhar peixe com o Circo Navegador, o grande palhaço Xupetin apresentará seu espetáculo Alegria Alegria        

De quebra, pra fechar a noite, o Ponto de Encontro do Encontro será na responsabilidade do som  de DJ Paul.


Não percam!!!


Espetáculo: Notícias Pra Embrulhar Peixe
Sinopse: O Vendedor de Peixe lê o mundo por meio das notícias estampadas nas folhas de jornal, que são usadas pra embrulhar seu produto: o peixe. De maneira bastante ácida o personagem denuncia as mazelas da condição humana, a falência das instituições e a sociedade do controle. O espetáculo traz uma provocação, estimula o empoderamento, a criação das autonomias e o desenvolvimento das potencialidades humanas.
O Palhaço Surubim, que nesse espetáculo tem a função do Vendedor de Peixe dá vida a objetos e recria ambientes e situações a partir de sua imaginação, conduzindo a plateia até a cena do “homem cortado ao meio” que é levada as últimas consequências, por meio de uma metáfora visual que denúncia os conflitos humanos.

Direção: O espetáculo, dirigido por Roberto Rosa, recria cenas clássicas do palhaço de circo, adaptadas e contextualizadas aos nossos dias, aproveitando ao máximo a força dessas situações que povoam o imaginário humano. Por meio de metáforas visuais e de uma narrativa não linear, a peça transita livremente entre vários temas, sem se prender no tempo e no espaço. O personagem “Vendedor de Peixe” mostra-se ora vigoroso e acrobático, ora apaixonado, frágil e solitário, transitando entre diversas situações que levam a plateia a uma ‘viagem’ lúdica, livre dos limites da racionalidade.

Dramaturgia: Utilizando-se da matriz circense a dramaturgia é construída a partir de células que se unem ganham sentido como um mosaico que precisa ser visto com distância mínima pra ser compreendido. A noção de tempo e espaço dá lugar a uma experiência sensorial que transita livremente pelo imaginário de maneira surreal, orientada essencialmente pelos excêntricos desejos do personagem. A criação dessa dramaturgia se deu com base nas inquietações do intérprete, que elaborou as células individualmente. A colaboração da direção do espetáculo, organizando e dando sentido e unidade a essas células resulta na dramaturgia criada de maneira colaborativa por Luciano Draetta e Roberto Rosa.

Ficha Técnica
Gênero: Circo-Teatro /comédia
Duração: 60 minutos
Indicação etária: acima de 12 anos
Direção: Roberto Rosa
Dramaturgia: Luciano Draetta e Roberto Rosa
Elenco: Luciano Draetta
Preparação de View Points: Renata Lemes
Preparação de Yoga: Sun Vaz
Preparação de Manipulação de Bonecos: João Araújo
Preparação de Mímica: Alejo Linares e Victor Seixas
Trilha Sonora: Maurício Maas
Figurinos: Marichilene Artisevskis
Perucas: Emi Sato
ToyArts: Márcio Fidelis
Cenografia: Adriano Cruz
Iluminação: Circo Navegador
Assistência de Produção: Michel Rodrigues
Designer Gráfico: Eduardo Santos
Fotos: Luis Fabiano Baldasso



          Espetáculo: Alegria Alegria

Sinopse: Com um tempo médio de 50 minutos, o Palhaço Xupetin apresenta um número de esquetes tradicionais de palhaço, além de números circenses de equilibrismo e malabarismo com claves, volas e aros.
Palhaço Xupetin: Considerado “O Rei dos Palhaços” recebeu inúmeros prêmios, sendo eles: Prêmio APCA-Associação Paulista de Críticos de Arte (o único palhaço a ser agraciado com este prêmio que é específico para cinema, televisão, rádio e teatro); Troféu Picadeiro-Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo; Troféu Arte Circense-Secretaria de Cultura Prefeitura de São Paulo. Além disso: foi tema de duas edições do Globo Repórter; participou da novela Mulheres de Areia  contracenando com o protagonista Tonho da Lua; participou em 1993 do programa Criança Esperança com o tema Circo, juntamente com o ator Marcos Frota e a companhia do Grande Circo Popular do Brasil.

Anotem na Agenda: 
Dia 29 de Julho, no Ponto de Cultura Galpão Cultural 
Assis/SP

Horário: 19h
Espetáculo: Notícias Pra Embrulhar Peixe, com Circo Navegador

Horário: 20h
Espetáculo: Alegria Alegria, com Palhaço Xupetin

Horário: 22h
Ponto de Encontro do Encontro: DJ Paul


Mais informações: 

VI Encontro de palhaços em assis : 28 de Julho, 5a feira! CORTEJO, ESPETÁCULO E MUITO ENCONTRO para continuar essa bela palhaçada!



     
  


     Quinta feira, dia 28 de julho, 2º dia do Encontro de Palhaços e Assis será tomada por um grande e festivo CORTEJO CULTURAL seguramente contagiante com muita música, palhaços e todos que queiram estar juntos! Venham maquiados, de nariz, chapéu, fantasiados ou não, mas venham !!!
    Saindo do Galpão Cultural às 16h30, rumo à praça da Catedral seguiremos em uma grande festa pública orquestrada pelo Grupo "Bando de Maracatu do Ponto de Cultura Projeto Brincarte" da cidade de Paraguaçu Paulista e Banda Ascabama, de Assis.
Às 20h, no Teatro Municipal de Assis, a Companhia Teatral Turma do Biribinha apresentará o espetáculo MAGIA! Um espetáculo de circo e teatro em que a prestidigitação e o ilusionismo, unidos ao humor poético e romântico do palhaço, com suas gags e esquetes compõem as cenas escolhidas. O espetáculo inspira-se também em Chaplin, em sua visão da vida, de que é preciso transformar a dor em alegria, e essa ideia norteará a trama de forma alegre, mas também veremos momentos onde o público e o artista são desafiados a superar as adversidades juntos. Este é um solo de Teófanes Silveira, o Palhaço Biribinha que realiza um sonho antigo o de oferecer ao público uma oportunidade de ser parte do espetáculo junto com ele.
    Para o fechamento do dia, às 22h no Galpão Cultural, o Ponto de Encontro de Encontro segue com boa música ao som de "Do outro lado da Banda"  para podermos trocar figurinhas e bater uma boa prosa.
Todas as atividades têm entrada franca e a CIRCUS tem o prazer e a honra de abrir este convite para que venham, tragam amigos, família, vizinhos e toda a cidade!!!
A festa é de todo mundo e só faz sentido quando compartilhada!!!

Para saber mais!
    


    Sinopse de MAGIA
“Dirigir um filme, sem elenco e sem dinheiro? Só se for MAGIA! E assim começa a saga de um palhaço que é contratado para este desafio, sem a mínima condição, mas também sem poder abrir mão desta oportunidade, Biribinha usa seus velhos truques de Mágica aprendidos no circo para fazer o filme e tentar colorir mais uma vez a sua vida que por hora está meio sem cor. Nesta jornada, ele descobre que é dentro de si, mais precisamente em seu coração que está à verdadeira fonte da transformação, descobre que o amor, o riso, a fé e as brincadeiras podem levá-lo a uma jornada cheia de surpresas, divertidos momentos onde o público é o elenco que o ajudará a vencer este grande desafio. 
Ficha Tecnica
Duração: 50 minutos
Direção: João Lima
Autor: Teófanes Silveira
Classificação Etária: Livre
Argumento, Adereços e Maquiagem: Teófanes Silveira
Cenário: Seliana Silva
Figurino: Vera Silveira
Pesquisa musical: Coré Valente
Sonoplastia: Eduardo Salzane
Atuação: Teófanes Silveira (Biribinha)
Realização: Turma do Biribinha LTDA



     Sobre o grupo: A Turma do Biribinha é uma companhia de circo teatro familiar fundada por Teófanes Silveira (Biribinha) há 28 anos, que trabalha a linha do Circo Teatro Nordestino. Suas maiores características são O Palhaço Tradicional e a Música Inusitada. Em 1987, na cidade de Arapiraca, interior de Alagoas, Teófanes Silveira, o palhaço Biribinha que acabara de deixar sua vida de circo, sentia necessidade de continuar desenvolvendo sua arte e não deixar morrer a tradição da Família Silveira que passara de geração em geração. Resolveu então criar a “Turma do Biribinha” acompanhado de seus filhos. Pintou-os de palhaço e lhes ensinou este ofício. Nos trabalhos, a figura cômica do palhaço sempre esteve presente. Os primeiros espetáculos da Cia. Foram as comédias infantis que seu pai, Biriba havia lhe repassado. A partir de então surgiram os clássicos infantis, teatro-escola, os melodramas do circo-teatro e as famosas comédias. Há 5 anos a companhia está em Americana – SP desenvolvendo na região sudeste e para todo o Brasil, oficinas, palestras, espetáculos e direções de novas criações Teatrais e circenses. 

Sobre o palhaço Biribinha: De tradicional família circense, Teófanes Silveira iniciou oficialmente sua vida artística aos sete anos na cidade de Angra dos Reis, interior do Rio de Janeiro, no circo Teatro Copacabana como protagonista da clássica peça de origem Espanhola Marcelino Pão e Vinho. No mesmo ano e na mesma cidade, estréia como palhaço Biribinha, sendo batizado com o diminutivo do nome de palhaço do seu pai Biriba. Biribinha recebeu sua formação sob a lona do circo, tornando-se ator, diretor, palhaço, maquiador, cenógrafo, artesão e produtor. Nos idos dos anos 80 foi outorgado com o título de “Cidadão Honorário Arapiraquense” Em 2010, foi reconhecido pelo Governo do Estado como Patrimônio Vivo da Cultura Alagoana, prêmio que reconhece mestres em suas áreas de atuação. Em 2011, é convidado para gravar cenas na novela Araguaia da Rede Globo de Televisão. Em julho também de 2011, recebe o convite e é aprovado por unanimidade, para sentar na cadeira de número 26 da ACALA, Academia de Letras e Artes de Arapiraca. Biribinha ministra oficinas de palhaço, formação do ator de Circo Teatro, Maquiagem TEATRAL, BASEADA NAS TÉCNICAS DO Melodrama Circense, construção e manipulação de mamulengos e bonecos gigantes. É um mestre na arte da palhaçaria no Brasil, e um dos poucos palhaços de formação tradicional em atividade no País, que roteiriza e dirige seus próprios espetáculos. Há 5 anos, fixou residência em Americana, SP, afim de expandir seu trabalho por todo Brasil. Foi contemplado com 58% do voto Popular com o Prêmio Governador do Estado de São Paulo para a Cultura 2015 na categoria Circo.

terça-feira, 19 de julho de 2016

VI Encontro de palhaços - Assis - 27/07



   




    Respeitável Público!
                                
Mais uma vez a CIRCUS monta sua lona para dar início ao VI Encontro de Palhaços. Como primeira atração teremos o Cinecirco um projeto de quase 13 anos na CIRCUS.

Quem não se lembra dos anúncios em alto falante da chegada do circo na cidade?
Quem não se lembrar dos anúncios dos filmes e a corrida para fila do cinema de rua?

Para relembrar essas duas artes populares, o Cinecirco irá unir o Cinema e o Circo nesta sexta-feira, e fazer do encontro das pessoas um momento festivo com muita arte e risada. Em cena, a exibição do documentário "Minha avó era palhaço" e o Espetáculo “A besta e a fera” com o palhaço Highlander. 

Documentário: Minha avó era palhaço
Dirigido por Mariana Gabriel e Ana Minehira o filme narra a desconhecida trajetória do palhaço Xamego, personagem criada pela negra atriz Maria Eliza Alves dos Reis, nas décadas de 1940 a 60, e a sua longa história no Guarany, circo de família tradicional – inaugurado no início do século XX. O palhaço – no masculino mesmo, era um momento em que não era comum neste universo palhaças mulheres - entrava no picadeiro ao som da sanfona de Luiz Gonzaga, de cujo baião herdou o nome de seu personagem.
Apesar de Mariana ser a grande responsável pelo projeto, a família do palhaço Xamego participou da realização e é possível conferir isso no documentário que mescla cenas de entrevistas com os bastidores das filmagens.
O filme, de pouco mais de 50 minutos, traça a história dessa mulher, neta de escravos que durante o dia cuidava dos filhos e à noite dava vida ao Xamego, que encantava o público nas turnês do Circo Guarany pelo Brasil: racismo, machismo e a longa luta de um palhaço pelo papel principal no espetáculo circense são os assuntos discutidos no documentário “Minha avó era palhaço!”.
Após a sessão haverá debate com a diretora e convidados. A entrada é gratuita e os ingressos poderão ser retirados com 1 hora de antecedência.

Confira o Trailer:

            Espetáculo: A Besta e a Fera
É um espetáculo do artista de rua mineiro Highlander que retrata a história de um palhaço decido a apresentar um grandioso espetáculo de circo, onde ele é o malabarista, o musico, o domador de feras, o magico, e até mesmo o palhaço. Tudo isso acontece com muito humor, irreverencia e participação interativa do público. Sendo um espetáculo para toda a família, onde a lona é o universos, e a bilheteria é o chapéu. O Incrível é que todo esse repertório é apresentado por apenas um palhaço. Imperdível!
Confira um pouquinho do espetáculo:

Abertura do VI Encontro de Palhaços com duas grandes exposições
Em parceria com o MAPA -Museu de Arte Primitiva de Assis e a FAC – Fundação Assisense de Cultura a CIRCUS apresenta as exposições” Highlanders Palhaços Imortalizados” e “Universo dos Palhaços”. A mostra é composta por 50 pinturas, escolhidas de forma a retratar de forma particular o universo da palhaçaria. Exposta lado a lado ambas exposições estará aberta ao público de 27 de Julho a 26 de agosto!

Highlanders Palhaços Imortalizados
A exposição retrata de forma criativa as imagens de palhaços de Todos os Tempos que fizeram e que fazem parte da formação artística de várias gerações de pesquisadores e praticantes na arte da palhaçaria. Foi especialmente pensado na caricatura como forma de representação, por uma associação e afinidade com o palhaço, destacando particularidades de forma exagerada, mas sem distanciar de sua essência. Fazendo este paralelo entre ambos, pois tanto o palhaço como a caricatura podem ter exageros e provocar risos, preservando, contudo sua identidade original, através de sua autenticidade.
  
Universo dos Palhaços
A exposição apresenta um pouco do traço e das cores do artista assisense Sebastião Theodoro Paulino da Silva, nacionalmente conhecido como Ranchinho. Autor de uma arte chamada de “primitiva”, “naif”, “bruta”, “popular” e que recebeu tantos outros nomes. O fato é que Ranchinho marcou o cenário artístico de Assis e com seus quadros retratou tudo que marcou sua vida. O circo, os palhaços e os animais são constâncias em sua obra e por isso é o centro desta exposição. Contudo os palhaços representados em diversas telas do acervo do MAPA – Museu de Arte Primitiva de Assis que se encontram presentes nas manifestações tradicionais como a folia de reis e outros festejos populares, as quais teremos o privilégio de conhecer nesta exposição, outros pintores além do Ranchinho, que retratam este palhaço longe do circo, mas que fazem parte de todo o universo dos palhaços e da tradição da cultura popular.

Anote na Agenda:

Cinecirco
Espetáculo “A besta e a fera” com o palhaço Highlander
Documentário Minha avó era palhaço dirigido por Mariana Gabriel e Ana Minehira
Data: 27/07
Horário: 17h30
Local: Parque Buracão

Exposições: Highlanders Palhaços Imortalizados e Universo dos Palhaços
Abertura: 27/07
Data para visita: 27/07 - 26/08
Horário: 20h
Local: MAPA