terça-feira, 4 de julho de 2017

#DiaLivre Férias : o tempo que devia ter sempre

 
   Olá , meus amigos leitores

    Essa época do ano é a divisória de semestre e o dias de férias de muita gente, estava eu pensando nesse mês de descanso da Facul mas muito trabalho em blog, escrita enfim, a ideia que eu quero falar hoje é a que o tempo livre que agente tem a cada 6 meses ou 1 ano trabalhando reflete a nossa condição de controle do tempo de lazer das pessoas é colocado em 1,2 momentos do ano para depois sufoca-lo com uma vida de stress e problema pessoais e trabalho. O tempo de ócio e aprendizado faz bem as pessoas e isso é negado pra todo mundo, desvalorizou-se o tempo livre e tudo virou instrumentalizado, devíamos e queremos viver mais e melhor as nossas vidas.


    Nesses dias livres e que viajamos seja físico ou mentalmente, são os períodos que complementam o que você aprende trabalhando, os tempos de parar e pensar faz um hábito saudável que perdemos com a rotina pesada da cidade. 

   A questão do trabalho parece que perdeu o equilíbrio entre qualidade e quantidade, pois talvez alguns trampem demais e outros menos que deveriam. Nisso temos a incrível valorização das férias pois ela concentrou todo o tempo de pensamento e descanso, vivemos em ciclos curtos e repetitivo, nos alienam da nossa vida e depois pagam qualquer coisa para justificar a hora a menos de sono ou com a família, enfim vida real e prazerosa. 

    Isso não quer dizer que sou contra as férias mas como levamos a nossa vida e controlam o nosso tempo de pensar, existir ou simplesmente não fazer nada. Temos a necessidade de trabalhar e sustentar a nós mesmo porém a cidade faz que sacrifiquemos muitas coisas e deixemos de fazer as nossas coisas e hobbys para enriquecer mais um Burguês safado. 

   É isso, pessoal 
   Até a próxima 

 

0 comentários:

Postar um comentário

Se expressem , gritem , cornetem , comentem

Grato , blog 2 cabeças viajantes