Especial Usp : Como foi o primeiro ano na Letras

 


  Olá, pessoal

  Hoje vim compartilhar com vocês minha experiência na graduação em Letras na USP,  o ano dos cursos vai acabando - 1 ano = 2 semestre - , foi um processo interessante e cansativo como melhores adjetivos para qualificar as 8 matérias que fiz até agora, todas do ciclo básico.  O modo como enxergamos as coisas é um ponto que muda com a transição pro ritmo acadêmico e o novo nível de exigência dos trabalhos e estudos, além de outras coisas que vou citar no decorrer do texto.

    Primeiramente, vale citar que o curso é bem legal, se você gosta de português, literatura ou simplesmente é curioso em relação a tudo. Sobre a estrutura dos departamentos são bem diferentes, alguns são grandes e com bastante opções de professores e outros são mais limitados em relação a matérias no geral. O prédio tem seus problemas de manutenção porém o seu funcionamento é ok, salas pequenas e salas grandes se alternam com uma lanchonete dentro e fora, com uma gráfica sempre que for necessário.

   Pode se ouvir por ai, que por um curso de menor impacto como Letras seja menos difícil, porém caí no primeiro instante com as dificuldades de calouro e enxergar o curso como um todo. A jornada que começa no ciclo básico, onde eu tô agora, e vai pelas habilitações e licenciaturas, passando pelos intercâmbios(se conseguir) e se tiver afim pós e mestrados.  Deixar claro que eu não descobri muito o caminho, talvez a habilitação e quando quero começar a licenciatura - curso de formação de professores- , tenho sentido as minhas dificuldades de falta de repertório, as exigências de uma escrita acadêmica, o ritmo nada tranquilo de fim de semestre e as noites sem dormir, mas no final tudo vale a pena.

    Minhas matérias que eu gostei mais foram IEL( introdução aos estudos literários) , Ielp( introdução aos estudos de lingua portuguesa ). Os trabalhos foram difíceis de escrever,revisar, te exigem algo que não é de praxe que é ter uma visão clara da Obra que foram um conto do machado e um romance Inglês do século XX , é muito mais do que ter uma ideia do que tá analisando, sustentar ela com argumentos e fontes.
 
    Falando de stress/ saúde mental foi algo maçante para um estudante padrão, pode ser que exista uma certa paciência com a inexperiência mas vira cobrança já no 2° semestre. O seu nível de entendimento, escrita ou modo de analise vira uma preocupação e reflete nas notas e convivências com os colegas que geralmente dividem esse tipo de situação, isso alivia o dia a dia.
 
  Conheci ótimas pessoas durante o ano, no começo é tenso pq tem 200 pessoas entrando e não conhecendo ninguém e a sensação de solidão é clara. Pode ser algo temporário ou não, depende da sua forma de lidar com as pessoas, as vezes seja sociável ou talvez demore mas vai fazer amigos, estar na faculdade é conviver com muita gente e trabalhar em grupo as vezes, seja menos fechado que tudo da certo.
 
  Prepare-se para ler e gastar muito imprimindo textos, pode ser que leia muito no PC ou Kindle, isso tudo vai ser sua rotina num curso de bibliografia gigante com textos curtos e longos, obras clássicas e livros de analise, exige tempo ou ser um leitor em qualquer canto. Conforme vai os semestres, você fica cheio das leituras acadêmicas, então leia outras coisas como um jornal ou romances ou contos sem obrigação.

    Vamos aos professores, algumas ótimas aulas cheias de conteúdo e outras que te darão sono, aprendizado com saber escolher bem as aulas, agradecer a todos pois foi um ano pra pegar ritmo e conhecer todo o tipo de aula, dos mais certinhos aos menos, dos que faltam muito e os que não perdem aula por nada. Vale citar alguns professores deste Fábio Rigoni,  Edu Teruki, Verena, Luciana, Hasegawa e Luise Frenkel 

   Para concluir, foi incrível para um primeiro momento, sempre com seus altos e baixos, termino esse 2017 com uma boa expectativa do que virá, as possibilidades do curso e como ele pode te direcionar. Nem tudo são flores, você vai pirar as vezes, vai pedir uma café ou colo pra um amigo e isso faz parte, professores serão justos e injustos em notas, provas e trabalhos.

É isso, pessoal
Até a próxima

  

Comentários

  1. Parabéns pelo texto, Erick! Rememorei meu primeiro ano... Você já deve ter ouvido muitas vezes sobre o quanto a universidade vai nos desgastando, mas que esse seu registro valha para que você possa se lembrar de sua luta por esse acesso e de sua gratidão, que tão bem expressou, para se manter firme sempre e não cair no tentador desacocheiodauniversidade..
    Muito sucesso em sua trajetória!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Se expressem , gritem , cornetem , comentem

Grato , blog 2 cabeças viajantes

confira :

os pontos positivos e negativos da Olimpiadas RIO 16

2C Indica - Autores da literatura policial