Os robôs e o futuro do trabalho




Olá,

Robôs x Humanos,  Qual será o futuro da humanidade?

    Por muito tempo, algumas pessoas temiam pelo dia em que os robôs substituiriam os humanos na realização de diversas atividades, e para 34 empregados da empresa japonesa de seguro de vida Fukoku Mutual Life essa data chegou recentemente, de acordo com o jornal japonês Mainichi.

     A empresa decidiu substituir os empregados por um sistema de inteligência artificial para a realização de cálculos de pagamento de seguros. Isso vai gerar uma economia de 140 milhões de ienes (convertendo para reais, algo em torno de R$ 3,86 milhões) com salários. E a companhia espera aumentar a sua produtividade em torno de 30%.

     A implementação do sistema vai custar aproximadamente 200 milhões de ienes (algo em torno de R$ 5,52 milhões), e a manutenção anual foi cotada em cerca de 15 milhões de ienes (valor próximo a R$ 552 mil).

    OS funcionários computadorizados serão os responsáveis por ler documentos médicos, relatórios e prontuários para avaliar se o usuário deve ou não receber o valor do seguro.

Até 2020, a tecnologia deve fazer com que 5,1 milhões de pessoas percam seu emprego.
(bbc.com)

    O que víamos em filmes, está se tornando realidade. Pessoas sendo trocadas por máquinas, mão de obra cara e sistema de inteligência artificial se instalando.

      Por um lado, é ótimo uma empresa ser automatizada, com redução de custos a médio e longo prazo, porém um alto investimento para padronização. Também, alto custo para manutenção das máquinas, que não podemos descartar. Mas, um detalhe tem que ser levado em jogo, o acompanhamento das máquinas, alguém responsável por checar o trabalho das mesmas.

Por quê? – Qualquer erro é crucial em uma linha de produção!

      Imagina, alguma das máquinas apresentando problemas em um ponto de produção, qual será o resultado final do produto acabado? Trágico, não é mesmo?

     Por isso, a importância do acompanhamento humano e técnico de preferência, para caso haja problemas, dê tempo de corrigi-lo.

      Será a extinção da raça humana no mercado de trabalho? O que fazer para não perdermos espaço para máquinas? É realmente confiável e rentável este tipo de padronização?

Fonte: TecMundo
 
Espero que tenham gostado . Isso é uma base para quem gosta de tecnologia


Comentários

confira :

Especial Usp : Como foi o primeiro ano na Letras

Quinta do youtube #46 : 5 canais de artistas da TV