18/02/2017

Musica nacional e a lei rouanet



 Olá , meus caros 

  Hoje vamos abordar um tema que foi polêmico nos últimos tempos , a lei Rouanet e a relação com a musica feita por aqui . No Brasil , a situação de quem vive de música é a mesma que reina em outras profissões , uma minoria ganha a maior parte do bolo e os outros dividem o que sobra dele , viver de música no país é utopia , sonho que muitos tentam mas só um ou outro realmente enriquece com a carreira musical . A lei que deveria distribuir fundos a projetos culturais , incentivando a eventos de todo o tipo , nisso entra a música e os artistas que conseguem realmente alcançar este valores . 
    
   O cenário atual do mercado fonográfico e do Underground refletem um momento de transição onde a grana é menor , anda faltando incentivo para artistas brasileiros . A queda do modelo de gravadoras com a diminuição de vendas de CD's , o surgimento de outros modelos independentes , tanto um quanto outro tem tido suas limitações para continuar produzindo . Os gêneros menos tocados são os que mais sofrem com a nova realidade , a dificuldade de ter acesso a maiores públicos seja no meio Físico ou virtual . 

   O que ainda se mantém hoje , é o grande papel da mídia para que algo realmente toque ou bombe nas rádios, hoje o Funk pop , Sertanejo dominam o mercado com uma larga vantagem . A TV, rádio tem sido o standard do que o mercado escolher destacar e construir como o melhor do momento, esse hype tem abraçado o Feminejo , as mulheres que tem crescido dentro do nicho sertanejo . A mídia controla o que toca , absorve estilos que crescem e assim , continua tudo em seu lugar . 
  
  A relação entre a musica e o financiamento do Estado , esta presente em uma fatia pequena e elite da classe artísticas devido a burocracia do processo . A dependência de lucratividade e a espera de sucesso para qualquer área de espetáculo seja um musical ou uma turnê , associar a um artista comum o dinheiro federal parece uma realidade incomum .

    Vamos ao ponto que entra a lei Rouanet , os grandes shows , projetos de cultura custam muito caro como uma turnê de uma orquestra ou um espetáculo de teatro , além de shows e filmes que serão assunto de outro texto . A lei foi criada para dar o apoio a cultura no pais , permitindo arrecadação em Grandes empresas de valores em troca de isenção fiscal como contrapartida , sendo este modelo responsável por muitas das peças trazidas para o Brasil , turnê de grandes artistas entre outras . 
    A polêmica que andou rondando a questão foi a suspeitas de eventos que conseguiram dinheiro público ,isso na época do impeachment . A sugestão de favorecimento a artistas alinhados com o governo PT nunca se provou já que os maiores beneficiados da Lei não eram ligados ao partido mas a grandes produtoras e empresas culturais . 

     Podemos dizer que é importante ter uma lei que auxilia a realização da cultura no país , porém longe de ser algo acessível para todos e realmente fazer a roda girar . Os cenários underground de vários lugares se sustenta longe de verbas grandes , fazem parte da diversidade característica do Brasil e temos os grandes nomes que tem e precisam desta grana preta para que continuem a realizar seus trampos . O cerne de toda questão é que a música sobrevive , faz parte da cultura e todo apoio faz se necessário .

 Links : 

Até a próxima , meus caros