10/06/2017

Política é uma guerra ?

     

     Olá , pessoal 

     Nesta sexta , falaremos de Política e antes que saque a bandeira ideológicas e as armas , calma . O assunto deste texto é a questão da polarização e a extrema disputa online por uma sensação de estar certo e outro errado na guerra de comentários que por vezes se extravasa a realidade cotidiana . Afinal , a Política é toda essa guerra que se faz mesmo ou é algo pós moderno de uma geração despolitizada . 

Algumas definições de várias fontes :

Política é a habilidade para tratar das relações humanas com o objetivo de obter os resultados desejados. Ainda, segundo Aurélio Buarque de Holanda Ferreira, é a ciência dos fenômenos referentes ao Estado. Um sistema de regras relativas à direção dos negócios públicos.

…..Em outras palavras, é a forma como os seres humanos se organizam e como o poder é distribuído entre eles.

https://blogdomarcelogomesfreire.wordpress.com/definicao-de-politica/



Arte de centralizar, comandar e gerenciar as massas, fazendo uso de vários recursos para fazer e criar o seu domínio sobre o destino das nações ou países (manipulação com uso metodologias próprias).

    A política faz guerras com objetivo de manipular ou ilubriar o povo para impimir suas ordens ou ideologias

http://www.dicionarioinformal.com.br/pol%C3%ADtica/

po·lí·ti·ca
(grego politiká, assuntos públicos, ciência política)
substantivo feminino

1. Ciência do governo das nações.
2. Arte de regular as relações de um Estado com os outros Estados.
3. Sistema particular de um governo.
4. Tratado de política.
5. [Figurado]  Modo de haver-se, em assuntos particulares, a fim de obter o que se deseja.
6. Esperteza, finura, maquiavelismo.
7. .Cerimônia, cortesia, civilidade, urbanidade.
Palavras relacionadas: getulismo, varguismo, situacionismo, politicologia, politologia, politicólogo, neocapitalista
.

po·lí·ti·co
(grego politikós, -é, -ón, relativo aos cidadãos)
adjetivo
 

1. Relativo à política ou aos negócios públicos.
2. Delicado, urbano, cortês.
3. [Figurado]  Finório, astuto.
4. [Informal]  Indisposto com alguém.
substantivo masculino
5. Aquele que se entrega à política.
6. Estadista.

"política", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/pol%C3%ADtica [consultado em 10-06-2017].
https://www.priberam.pt/dlpo/pol%C3%ADtica

   
   Se você ler toda essas definições , verá que pode se falar de habilidade de massa , negócio , rito e máximo , na informal , uma citação de guerra . O ponto é que se faz hoje é uma exacerbação de ódio não político , trazido para a questão de apoio a partido fixos e que geram um discurso feito e repetido a todo custo por ambos lados , seja esquerda ou direita , não se faz guerra em rede social é marketing partidário  . 

    Falando sobre geração despolitizada é o caminho que o projeto de afastamento das pessoas comuns do cenário político , que levou décadas chegou pois até o fim do anos 80 era mais cotidiano protestar , lutar devido a época de fim de ditadura e a partir de 90, formou uma geração de consumo e alienação dos meios de lutas e contestação mesmo, tendo acontecido o impeachment de Collor ,fortemente influenciado pela Globo - que havia o eleito o mesmo por edição do debate - depois veio a geração 2000 e a estabilidade até a crise mundial e política que chegou em 2014 , chegando até este momento . 
    Quando tira a capacidade de luta das pessoas , o que sobra é a modernidade tecnológica fazendo que as pessoas tenham noção que luta é postar #Hashtag e fazer discurso para iguais "#Lacrando " , faz parte , sim , mas tem que tá na rua , tem que ser presente no debate e conversar com os outros sobre política , sem falácias e discursos repetidos a fio . 

     O fato é que guerras e políticas estão lado a lado na história , não quer dizer que essa disputa ideológica em meio virtuais seja algo realmente perigoso , é uma bolha difícil de lidar , caso o extravasamento disso para as ruas , isso é perigoso pois não temos vilões e heróis nesta década , ainda estão se criando , paixão e idolatria  fazem parte do pacote , não faz sentido chamar de guerra , um debate mal feito e um lugar onde só tem ódio . 

    Respondendo e jogando mais coisas sobre o tema , como tentei argumentar ( não da melhor forma , admito ) que política não é isso que agente tá vendo na internet mas o que tá acontecendo em Brasília , governos estaduais e até na UNE : troca de poder , negociações estranhas , democracia instável , destruição de direitos básicos e a nossa parte , esquecemos de fazer : a luta organizada , marcar nossa voz por nós e fazer valer a vontade da  massa . 
  
Uma observação final : existem movimentos populares , partidos que tem essas posições , as críticas ou o próprio indicativo para pessoas comuns se alinharem e começarem a fazer o caminho pela política nacional .

E isso pessoal , até a próxima