Crônica da semana: Criação e distração

            

                         Olá pessoal 

               O tema de hoje é difícil descrever a sensação, é a famosa cortina de fumaça que muitos usam para esconder seus podres e polêmicas. Sendo mais exemplificado na política atualmente mas serve para o esporte, celebridade e outros temas cotidianos que aparecem em mídia velha ou nova da nossa geração, eis o conceito de criação e distração. 

               A criação se refere a polêmica, a arte de soltar uma frase impopular ou ser pego em vídeo com as calças curtas fazendo qualquer tipo de coisa errada. A habilidade das pessoas de se colocar em situações de risco a sua imagem e mesmo assim defender a sua opinião quando o contexto inteiro vai contra, a liberdade de expressão é legal mas tem hora que falar um contra senso comum que ninguém discorda é burrice. 

             A distração é o famoso gato, jogar o foco do seu problema para qualquer outro lado e tentar se safar depois de criar uma tempestade envolvendo seu nome. Muitas formas de executar isso é soltar uma noticia mais impactante que a sua (acontece mais na política), jogar a merda no ventilador ou seja, colocar mais nomes na roda e virar anti herói e por último a sorte de alguém conseguir proferir um absurdo maior ainda e você ser esquecido de vez. 

           O processo midiático de esconder, de forma proposital ou não, o gesto polêmico de um artistas, humoristas, político e celebridade. A função de cortina de fumaça de muitos meios de comunicação por pressão de Pessoas influentes que nunca aparecem, a bravata de alguns que sempre saem reforçadas mesmo que o contexto social diga que tal discurso seja nocivo ou desnecessário para o atual momento.  

           O fato é que a vida cotidiana tem seus grande booms, plantões de jornais e polêmicas de redes sociais, as movimentações são coisas recorrentes e tem o incômodo do abafa abafa que sempre acontecem quando envolvem nomes sujos. Desde sempre as noticias de prisão e operações policiais servem para distrair as pessoas de outras coisas que acontecem simultaneamente, como mudanças de lei e projetos obscuros do governo, casos de corrupção sendo apagados da memória e outros absurdos. 

 Confira nossas redes sociais

              É isso, pessoal 
              Até a próxima 

             

Comentários

confira :

Quinta do youtube #110: Estereótipos e perfis diferentes

Radar Musical #4: Estrelas pop em ascensão